Agenda Cultural: #blacklivesmatters

//Agenda Cultural: #blacklivesmatters

Agenda Cultural: #blacklivesmatters

Terça feira passou, o #blackouttuesday também, isso não quer dizer que tudo voltou ao normal e nem que resolvemos o problema. Muito pelo contrário!

Para manter o diálogo aberto e trazer mais aprofundamento, montamos uma ‘agenda cultural’ com conteúdos que incentivam o consumo de produtores negros no mercado, além de trazer mais formas de aprendizado sobre a história afro-brasileira.

AFROFLIX

A plataforma colaborativa de streaming é literalmente uma versão da Netflix que disponibiliza apenas conteúdos que são produzidos ou estrelados ou dirigidos ou escritos por negros.

Possui em seu acervo  filmes, séries, web séries, programas diversos, vlogs e clipes, de categorias variadas, dentro do cenário nacional.

O serviço é gratuito e você pode acessar clicando aqui.

CINE ÁFRICA

Ainda no cinema, que é uma das formas preferidas de consumo de conteúdo, temo o Cine África que é um cineclube que tem o objetivo de difundir a produção audiovisual realizada no continente africano.

Eles funcionam da seguinte forma, são três sessões por mês e após cada sessão os espectadores se reúnem virtualmente para um bate papo com convidados.

Para participar, basta clicar aqui e preencher o cadastro para receber os links do filme e do grupo de bate papo, o acesso é gratuito.

LIVROS DO DRII

Adriel Oliveira era um jovem leitor de 12 anos desconhecido, com um canal pequenininho no youtube, até ser atacado por um internauta racista em seus comentários.

Não vamos replicar o que foi dito por ser de um racismo absurdo, mas o assunto viralizou nas redes sociais e em menos de uma semana Dri passou de poucos seguidores para mais de 800k.

Adriel é um leitor ávido e em seu canal fala dos livros que lê não se mantendo apenas no universo infantil literário, ele fala de muitos estilos, mas tem gosto pelo mundo geek.

O jovem se manifestou nas redes sociais sobre o assunto e agradeceu a todos que estão prestando seu apoio a ele. Além de assistir ao vídeo acima, você também pode segui-lo nas redes sociais clicando aqui.

FALANDO EM LIVROS…

Além de acompanhar o trabalho do Dri, você também pode ler muito da literatura negra ao mesmo tempo que ajuda um pequeno negócio negro comprando nas seguintes livrarias:

PORTAL GELEDÉS

Para quem gosta de consumir artigos, poemas, reflexões e afins, indicamos o portal Geledés, que também foi indicado em nosso instagram.

O portal possui conteúdo sobre questões de gênero, questões raciais, discriminação e preconceito, África e suas diásporas.

Muito da cultura africana que continua presente no Brasil é retratada e explicada nesse portal. Um lugar ótimo para quem quer aprender de graça, porém com conteúdo de confiança. Para acessar basta clicar aqui.

PODCASTS

Não poderíamos deixar de listar alguns podcasts, já que é um dos maiores entretenimentos disponíveis durante o isolamento social:

Afropausa – composto por 9 publicitários negros, a Afropausa fala sobre os desafios negros no meio publicitário.

O Lado Negro da Força – poscast que aborda o universo geek dentro da comunidade negra.

 

SiriricasCo – coletivo composto por 10 mulheres negras que compartilham relatos e aprendizados sobre maternidade, auto conhecimento, carreira e sexualidade.

Meteora – podcast quinzenal que trás atualizações com um toque de comédia.

Afropai – aqui podemos acompanhar a paternidade e suas dificuldades convencionais, somadas aos desafios raciais.

BIYOU’Z

Para completar o fim de semana, não pode faltar um delivery, que tal aproveitar para conhecer o Biyou’z? Restaurante criado pela chefe camaronesa Melanito Biyouha, que tem no cardápio as culinárias de Angola, Nigéria, Senegal, Gana, República dos Camarões entre outros.

Além do restaurante, Melanita também oferece buffet, workshops e coquetéis africanos.

Para conhecer o cardápio e mais informações, clique aqui.

Essas são algumas das muitas opções de conteúdo disponíveis da cultura afro-brasileira disponibilizada nas redes.

Lembrando que é importante consumir de produtores negros para ajudar no combate ao racismo e na luta contra a desigualdade social.

Nossa jornada apenas começou e precisamos de toda a ajuda possível, por isso não fique de fora e faça parte dessa mudança.

2020-06-05T17:31:03+00:00

Um Comentário

  1. Anna Carolina 08/06/2020 em 7:13 pm - Responder

    👏🏻👏🏽👏🏿

Deixar Um Comentário